Arquivo da tag: Idosos

Quase 50% dos idosos respondem pelo sustento da casa

Dados são de pesquisa CNDL/SPC Brasil

A Economia continua cambaleante, o número de desempregados grande e o protagonismo dos aposentados cada vez maior.

Segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 43% dos brasileiros acima de 60 anos são os principais responsáveis pelo pagamento de contas e despesas da casa.

A situação fica ainda mais séria se fizermos o corte por gênero. Entre os homens, o percentual chega aos 53%. Pior, 26% dos idosos já fizeram empréstimo pessoal ou consignado para ajudar alguém e 37% atrasaram o pagamento de alguma conta nos últimos seis meses.

Quase 100%

Ainda segundo o estudo, 91% dos idosos no Brasil contribuem com o orçamento da família, sendo que em 25% dos casos colaboram com a mesma quantia que os demais membros da família.

– Há muitos casos em que a renda do aposentado é a única maneira para sustentar o lar de uma família que perdeu emprego, mas o aumento da expectativa de vida dos brasileiros e suas atitudes nesta fase da vida também são fatores importantes. Hoje, os idosos são mais ativos, têm mais autonomia financeira e trabalham por mais tempo, seja por necessidade ou porque se sentem dispostos – explica a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

Pode mesmo parecer que as aposentadorias estão com valores bons, mas o estudo também mostra que 39% dos idosos brasileiros até conseguem pagar suas contas sem atrasos, mas fecham o mês sem um tostão.

Além disso, 37% dos idosos acreditam que padrão de vida piorou na terceira idade e 51% precisam recorrer a crédito para pagar contas.

Com as prováveis mudanças na Previdência Social e as necessárias modificações no rumo da Economia do país, resta torcer para que os aposentados consigam manter (e melhorar) seu padrão de vida e que sua participação na renda familiar diminua.

Baixe a íntegra da pesquisa em https://www.spcbrasil.org.br/pesquisas

Anúncios

Para os filhos “sem tempo”

Uma reportagem sobre idosos abandonados em asilos, me fez lembrar do privilégio que é ter um avô ou avó vivos. Uma mãe e um pai convivendo conosco. Não há nada que possa ser mais importante que mantê-los perto da gente. Não há profissão ou diversão que mereça deixar alguém em um asilo só para melhorar a nossa qualidade de vida ou incrementar nossos ganhos.

Já falei disso no post Mães, avós e respeito, mas não pude deixar de lembrar que esse é o caminho mais curto para se perder alguém.