TAP volta a ser controlada pelo governo português

TAP volta a ser controlada pelo governo português

09/07/2020 0 Por Fernando de Oliveira

Informação foi divulgada na semana passada pelo “O Jornal Econômico”, de Portugal. Um corpo executivo a ser contratado para administrar a TAP

BANNER - perfil-de-viajante

Faça o teste, descubra seu perfil e solicite seu roteiro personalizado ao Blog do Feroli. Basta clicar no banner!

Uma notícia que parece ser boa para milhões de brasileiros que têm Portugal como um de seus principais destinos: O Governo de Portugal vai voltar a ter o controle acionista da TAP, segundo o jornal português “O Jornal Econômico”.

Ok que, por enquanto, a entrada de brasileiros no país não está nada fácil, mas essa situação não vai durar para sempre.

Segundo o jornal português “o Estado passa agora a ter 72,5% da empresa, com o empresário Humberto Pedrosa ficando com 22,5%, e os trabalhadores terão direito a 5% do capital da companhia”.

Avião da TAP

Ainda segundo a publicação, um corpo de executivos será contratado para administrar a TAP, como acontece nas empresas privadas.

Ainda é cedo para saber se essa “volta” trará benefícios em termos de tarifas, mas é uma garantia maior contra possíveis problemas financeiros e até uma falência.

O que houve com a TAP

  • A Transportes Aéreos Portugueses (TAP) era uma empresa estatal, mas que já era alvo de planos de privatização desde 1991.
  • Em 1994 a Swissair foi escolhida para “comprar” a TAP. Pelo acordo, ela ficaria com 34% do capital da empresa. Porém, em 2001, o acordo foi desfeito.
  • Somente em 2015 a empresa foi vendida. O consórcio Atlantic Gateway (do português Humberto Pedrosa e do norte-americano David Neeleman) acaba ficando com 61% do capital da companhia.
  • Em 2016, poucos meses depois da negociação com o Atlantic Gateway, o governo português decide recuperar o controle acionário da TAP.