Vinhos, peixes e frutos do mar. Uma ótima combinação

Vinhos, peixes e frutos do mar. Uma ótima combinação

15/05/2020 0 Por Fernando de Oliveira

Aprenda algumas dicas sobre como harmonizar pratos feitos com peixes, crustáceos e frutos do mar com o vinho mais adequado

Peixes e vinhos

Já que ir até o nosso restaurante preferido não está´sendo possível, muitas pessoas estão se arriscando mais na cozinha. Pode até ser que nem sempre o resultado seja muito bom, mas vale a tentativa.

Como combinar o prato com um bom vinho sem as dicas de um sommelier? A harmonização é uma arte e, assim como toda arte, não tem uma regra definitiva, mas algumas dicas podem ajudar a fazer a escolha certa.

Harmonizar vinhos com queijos, massas ou pizzas pode até nem ser tão complicado, mas o que acontece quando temos peixes, crustáceos ou frutos do mar? Bem, aqui vão algumas dicas básicas para não cometer erros graves.

Analise a preparação do prato

Para que a harmonização seja equilibrada é preciso analisar os temperos usados, a forma de preparação do prato e até mesmo a temperatura do prato e da temperatura ambiente da hora na qual for servido.

Ou seja, o mesmo prato pode harmonizar com vinhos bastante diferentes, dependendo das condições de serviço e de pequenas mudanças na maneira de prepará-lo.

A primeira dica básica é: peixes e frutos-do-mar são geralmente boas companhias para vinhos brancos ou tintos suaves. Na dúvida, os Sauvignon Blanc (mais frutados, cítricos e frescos) ou um Chardonnay (mais cremosos e encorpados) são escolhas seguras.

Mas, tenha sempre em mente que cada produtor faz vinhos com características diferentes e únicas. Portanto, um vinho nunca é igual ao outro, mesmo sendo produzido com os mesmos tipos de uva.

Além disso, as harmonizações podem ser feitas por afinidade ou por contraste. Isso significa que, algumas vezes, um vinho potente e cheio de taninos pode combinar bem com a delicadeza de um prato (normalmente) leve como os feitos com peixe.

Veja o nosso especial sobre adegas climatizadas e encontre a perfeita para você

Harmonizando peixes e vinho

Para saber qual vinho é o mais indicado para acompanhar o prato é preciso que sejam pesados alguns fatores. O peixe será servido fresco, defumado, frito, assado ou grelhado?

Depois, qual o tipo de molho irá acompanhá-lo. Um molho com base de manteiga pede um vinho totalmente diferente de um peixe cujo molho leve azeite de dendê, por exemplo.

Ah, não podemos esquecer do tipo de peixe que será preparado. Um salmão é bem diferente de um filé de linguado, que guarda pouca semelhança com um atum. Os peixes mais gordurosos pedem um vinho de mais corpo. Os peixes mais leves, de vinhos frutados.

Os pratos mais leves vão bem com os brancos e até alguns espumantes mais ácidos, mas os mais encorpados podem pedir um rosé ou um tinto suave como os Pinot Noir. Vinhos verdes podem ser muito indicados para pratos de origem portuguesa, como alguns preparados com bacalhau.

Para resumir: se o prato for leve e não levar muitos condimentos, opte por um branco. Os sushis e sashimis podem combinar bem com um espumante brut. Já os pratos que tiverem ingredientes mais pesados (leite de coco, dendê, etc) devem ficar melhor com um rosé ou um tinto não muito potente (Merlot ou Pinot Noir).

Dependendo do produtor, um Cabernet Sauvignon também pode ser uma ótima escolha. Somente evite vinhos mais potentes. Uvas como a Malbec ou a Tannat não costumam ser boas escolhas, pois tomam conta do paladar, obscurecendo o sabor e as nuances do peixe.

Peixes e vinhos

Os pratos com moluscos

Normalmente os pratos feitos com moluscos costumam ser sofisticados, mesmo quando seu preparo é simples. Lulas e polvos são os exemplos mais populares. Normalmente são preparados com molhos suaves, embora lulas fritas sejam sempre uma opção popular e as vieiras estejam ganhando seguidores.

Como os moluscos são, geralmente, leves, a pedida mais segura é escolher um vinho com bastante frescor para servir com eles. Sendo assim, os espumantes, os Sauvignon Blanc e os Pinot Grigio são opções certeiras.

No caso das lulas fritas, um rosé pode ser uma saída interessante para não ficar restrito aos brancos.

Peixes e vinhos

Vinhos e crustáceos

Talvez as harmonizações mais complexas, já que a delicadeza de uma lagosta pode contrastar em muito com o sabor de um camarão a paulista, só para citar um exemplo.

Como regra básica pense no seguinte: se o molho for branco, com base de queijo ou amanteigado, opte por um Chardonnay. A chance de dar errado é praticamente nula.

Caso o molho seja mais potente, com o uso de pimenta, escolha um vinho mais fresco e floral. Os Riesling e os sempre presentes Sauvignon Blanc combinam em mais de 90% dos casos. Mas, não descarte os rosés. Eles, muitas vezes, guardam algumas características tanto dos brancos quanto dos tintos.

Peixes

Harmonizações bem pessoais

Como pôde ser visto, as escolhas dependem de uma série de fatores relacionados com o preparo dos pratos. Porém, alguns outros fatores precisam ser levados em consideração. O principal deles o seu gosto pessoal.

Muitas vezes a sua preferência por um produtor, tipo de uva ou país pode transformar a escolha em algo bem menos óbvio e nem por isso menos interessante e prazerosa.

Por exemplo: vinhos espanhóis vão muito bem com alguns pratos feitos com bacalhau e frutos do mar. Experimente um deles com uma paelha.

Outro detalhe muito importante é saber que o sabor de um vinho pode mudar bastante dependendo do prato servido. Há casos onde um vinho pode não agradar quando bebido desacompanhado e se transformar em ouro quando bebido acompanhando o prato certo.

E, apesar de soar estranho, isso não é nada incomum.

Então, as dicas desse post podem ajudar, mas experimentar é sempre a melhor maneira de descobrir qual combinação agrada mais o seu paladar.

Mantenha-se seguro e bom apetite.

Não deixe o seu sonho morrer

Agora é uma boa hora para pesquisar. Pesquisar preços e destinos que podem ser vantajosos (e prazerosos) para quando a pandemia passar.

O Blog do Feroli continua atento a todas as boas ofertas e promoções que são oferecidas pelos nossos parceiros e por qualquer empresa confiável do setor de turismo.

Portanto, pode entrar em contato conosco para pedir uma pesquisa de preços (sem compromisso). Nós descobrimos as melhores ofertas e enviamos os links para você, que faz a compra diretamente com as empresas.

Nós ganhamos um percentual da venda e, na maioria das vezes, você ganha algum desconto ou benefício.

BannerROTEIROS-blogdoferoli