EBC suspende perfis nas redes sociais durante período eleitoral

EBC suspende perfis nas redes sociais durante período eleitoral

30/07/2018 1 Por Fernando de Oliveira

O Brasil é mesmo um país muito peculiar. Parece que sempre preferimos remediar um problema ao invés de atacarmos o seu cerne. Preferem – os governantes e legisladores do país – jogar a poeira para baixo do tapete do que afastar as maças podres e colocar nos cargos-chave pessoas (seja lá qual tendência política ou religiosa) de bem.

Sendo assim, criaram uma legislação que obriga a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) – responsável pelo controle da Agência Brasil, da TV Brasil, Rádio Nacional, Rádio MEC, NBR e A Voz do Brasil – a suspender as páginas de todos os perfis institucionais e de programas da empresa no Facebook e no Instagram. A suspensão vale de 7 de julho até 7 de outubro (ou 28 de outubro, caso haja um 2° turno).

Mas, qual seria o motivo para isso? Ah, a dificuldade em controlar as postagens nas redes sociais. Afinal, não se pode publicar nada que possa ser considerado como campanha eleitoral e, ao invés de responsabilizar as pessoas responsáveis (em todos os níveis), melhor impedir as publicações.

Você acha que é só isso? Claro que não!Segundo o portal Comunique-se, a EBC também vai ocultar as áreas de comentários e de chats de todos os canais institucionais e de programas da empresa no YouTube. O uso de fotos (mesmo as de arquivo), imagens e vídeos, inclusive de conteúdos jornalísticos, que contenham logomarcas, slogans, anúncios, painéis e qualquer conteúdo de natureza similar de governos ou de programas de governo também ficará proibido.