Impressionistas fazem Rio bater São Paulo

15/01/2013 0 Por Fernando de Oliveira

Van Gogh A igreja em Auvers-sur-OiseComo já havia previsto aqui, a mostra dos impressionistas no CCBB, com 85 obras do acervo do Museu d’Orsay, de Paris, atraiu mais público no Rio que em São Paulo, apesar da diferença na densidade populacional e na melhor localização do Masp. Sei que não faz sentido, mas esse é um fenômeno que se repete e desisto de tentar entendê-lo.

Foram 561.142 visitantes cariocas em 70 dias (uma média de mais de 8 mil pessoas por dia) contra 320 mil paulistas nos dois meses nos quais a mostra esteve por lá (uma média de 5.552 pessoas por dia).

Claro que, por melhor que tenha sido a exposição, não há termos de comparação com a experiência de conhecer o verdadeiro d’Orsay. Primeiro: você está em Paris; segundo, a quantidade de obras é de deixar o mais bronco dos humanos boquiaberto.

Não sei se conseguirei, mas pretendo voltar lá um dia. Enquanto isso, vou revendo meus quadros preferidos.