R.I.P. Dennis Hopper

29/05/2010 0 Por Fernando de Oliveira

Muito será escrito sobre Dennis Hopper. A maior parte falando sobre Easy Rider e de como ele era rebelde e ficou anos marginalizado pela indústria do cinema. Mas o ator/diretor, que iniciou sua carreira em 1954, em um filme de menor expressão e depois participou de clássicos como Rebelde Sem Causa, Apocalypse Now, Veludo Azul e blockbusters como Velocidade Máxima.

O cara era fera, mas sofreu com drogas, álcool e o câncer que o matou. Suas últimas aparições deixavam claro que seu tempo estava curto.

Paz para um dos últimos artistas que se atreveram a desafiar o sistema.