Estaria de volta o estranho fascínio por Ted Bundy?

Estaria de volta o estranho fascínio por Ted Bundy?

25/01/2019 1 Por Débora Thomé

O ‘serial killer’ americano foi executado na cadeira elétrica há exatos 30 anos

Ted Bundy parece ter voltado ao centro do interesse público. É que sua execução completa três décadas neste ano. Para marcar a data, um documentário sobre o serial killer americano acaba de chegar à Netflix.

Conversando com um serial killer é uma das estreias do serviço de streaming deste fim de semana.

Entrevistas atuais, material de arquivo e gravações de áudio feitas o corredor da morte traçam o perfil do assassino mais famoso dos EUA. Em quatro episódios, a série narra a vida de Bundy — cuja
história “inspirou” filmes como Psicopata Americano, estrelado por
Christian Bale.

O assassino em série também ganhará vida no cinema. Coincidência ou não, o trailer de Extremely Wicked, Shocking Evil and Vile foi divulgado nesta sexta, 25.

‘Bad-ass sex bomb’: Zac Efron

Libriano clássico — charmoso, talentoso e sedutor —, Zac Efron está matador em seu próximo trabalho. Em todos os sentidos.

Famoso pelas suas atuações em musicais e comédias românticas, Efron sai de sua zona de conforto e aparece como um verdadeiro bad-ass sex bomb no primeiro trailer de “Extremely Wicked, Shocking Evil e Vile”.

Zac Efron — de High School Musical, Baywatch: SOS Malibu, O rei do show —, interpreta o infame serial killer Ted Bundy.

Extremely Wicked, Shocking Evil and Vile estréia em Sundance neste fim de semana. Aperte o play para ter uma ideia do que vem por aí.

Que filme é esse?

Ted Bundy brutalmente assassinou e agrediu pelo menos 30 mulheres antes de ser pego em 1978. Seu julgamento tornou-se um circo da mídia enquanto tentava se defender no tribunal.

Conquistou o apoio de fãs do sexo feminino e até mesmo pediu sua sua namorada em casamento enquanto ela testemunhava em sua
favor. (FYI: Ela disse que sim) Bundy foi executado na cadeira elétrica em 1989.

Imagem divulgada pelo ator em suas redes sociais (Foto: reprodução)

O filme é contado a partir da perspectiva de uma das ex-namoradas de Bundy, Liz Kloepfer (Lily Collins), que chega à terrível constatação de que o homem que ela ama poderia ser um assassino cruel.

Dessa premissa, o filme narra a onda de assassinatos de Bundy (sling de braço falso e tudo), bem como sua prisão, fugas (sim, ele escapou da custódia duas vezes) e julgamento.

A direção é de Joe Berlinger, que também criou e dirigiu o documentário da Netflix.

Anúncios