Edinburgh: visite e fique por lá (e nem sou eu que estou dizendo!)

Edinburgh: visite e fique por lá (e nem sou eu que estou dizendo!)

12/12/2018 0 Por Débora Thomé

Melhor cidade do UK para visitar por cinco anos consecutivos, e agora a melhor para morar em todo o mundo!

Vista da cidade, do alto do Calton Hill

Edinburgh foi aclamada a melhor cidade do Reino Unido para visitar pelo quinto ano consecutivo. Anualmente, o Telegraph abre votação popular para indicar os 20 principais destinos de viagem. Os leitores do jornal optaram, mais uma vez, pela capital escocesa.

De acordo com o jornal, Edinburgh conquistou o primeiro lugar por estar mergulhada em história, bem como pela “elegância arrebatadora”. O relatório acrescenta:

Edinburgh merece sua reputação como uma das cidades mais bonitas e atraentes do mundo.”

Em segundo lugar, mais uma vez, ficou a cidade histórica de York, seguida por Bath. Londres subiu uma posição e entrou no TOP 4, seguido por Cambridge, que ganhou dois lugares em relação ao sua posição no ranking do ano passado.

A cidade de York ficou em segundo lugar

Em sexto lugar ficou Wells; Liverpool aparece em sétimo lugar, depois de subir quatro posições, atrás apenas de Chester. Em um relatório mundial, no entanto, Edinburgh aparece como a melhor cidade do mundo para se viver!

Melhor lugar do mundo SIM!

Relatório publicado pela consultoria Global Arcadis aponta Edinburgh como a melhor cidade para se viver no mundo. Tudo graças à sua baixa taxa de criminalidade, altos níveis de educação e a saúde geral de sua força de trabalho.

Booking.com

“Claramente, estamos no caminho certo. Todos devemos nos orgulhar de que a cidade de Edimburgo esteja confortavelmente entre as cinco maiores cidades do mundo neste índice e, particularmente, que seja considerada a número um das pessoas”, disse o líder do Conselho de Edimburgo, Adam McVey.

O estudo, chamado Sustainability Cities Index, mede a saúde social, ambiental e econômica de 100 cidades em todo o mundo. São levados em conta três pilares de sustentabilidade, conforme estabelecido pela Arcadis:

  1. pessoas
  2. planeta
  3. lucro

Segundo a pesquisa, a capital escocesa está no topo do ranking de pessoas. Recebeu, assim, o título de “cidade mais habitável do mundo” de 2018. À frente de Londres, Paris, Cingapura e Estocolmo.

A categoria pessoas considera os aspectos sociais de morar em uma cidade que refletem a qualidade de vida geral de seus moradores. Os indicadores incluem “educação, saúde, desigualdade de renda, equilíbrio entre trabalho e vida privada, crime, demografia e ofertas culturais”.

Mas nem lá tudo são flores

Mas, pelo relatório, as cidades devem abordar fatores negativos para manter competitividade. A rede de estradas superlotadas que circula e atravessa a cidade, e a falta de espaço de lazer foram indicados como fatores de preocupação.

“A Escócia tem uma força de trabalho altamente qualificada, bem-educada e adaptável, com cinco institutos de ensino superior no top 200 mundial. Temos que continuar trabalhando duro para melhorar a cidade, e não descansar em nossos louros”, disse McVey.

Considerando o aumento do custo da habitação e o aumento do congestionamento, Edinburgh passa para terceiro lugar — e fica atrás de Estocolmo, em segundo lugar, e Londres em primeiro.

O Edinburgh Evening News noticiou, em novembro, como o custo dos aluguéis particulares na capital estava fora de controle. O governo já pediu que mais casas de aluguel social fossem construídas para combater os altos custos de aluguel e a alta demanda.

Londres, claro, está entre as mais bem avaliadas

 

Londres também conquistou o primeiro lugar como a cidade mais sustentável do mundo, graças a uma pontuação alta nos pilares de pessoas e lucro, enquanto Kolkata, na Índia, ficou em 100º lugar.

As cidades europeias ocupam 14, das 20 primeiras posições. Cingapura, Hong Kong e Seul tiveram uma boa classificação. Assim como Nova York e São Francisco.

Anúncios