As empresas aéreas e as novas ‘Classes Econômicas’

Enquanto no Brasil aparecem as ‘Econômicas Premium’, lá fora a tendência são as ‘Econômicas Básicas

Uma das principais (e justas) reclamações dos viajantes brasileiros é em relação ao preço das passagens aéreas e a qualidade dos serviços prestados.

Enquanto no Brasil as empresas criam Classes Econômicas Premium para tentar compensar o aperto e a ausência de um simples amendoim ou barrinha de cereais, lá fora — principalmente nos Estados Unidos — as grandes companhias tentam combater os preços das empresas low-cost criando as Classes Econômicas Básicas.

Mas o que são as ‘econômicas básicas’?

Econômica básica é a denominação que algumas empresas — Delta e American, para citar alguns exemplos — utilizam para as passagens que praticamente não dão direito a nada (muitas vezes nem mesmo bagagem de mão). Há outros nomes como Eco Promo ou Light, mas a premissa é a mesma.

A ideia por trás dessas tarifas é rivalizar com os preços das empresas low-cost e ultra-low-cost, que, por lá, realmente cobram preços bem abaixo das companhias normais. Empresas que se encaixam na categoria ultra-low-cost (Allegiant, Frontier e Spirit, por exemplo) não chamam suas econômicas de Basic Economy. Afinal, isso seria um pleonasmo.

Sendo assim, fica claro que essas novas classes não possuem uma cabine especial. Elas se situam na mesma boa cabine onde os passageiros das classes econômicas normais se espremem.
Nada de barrinha de cereais

Nessas tarifas o passageiro geralmente não tem o direito de levar bagagem despachada, escolher o assento — o que não chega a ser um inconveniente em viagens curtas, mas que pode ser um empecilho para famílias em viagens mais longas — e não ganha nem uma barrinha de cerais sem ter que pagar.

Ah, em algumas empresas o assento nem mesmo reclina!

A vantagem é que as tarifas normalmente compensam, caso você esteja indo fazer um bate e volta, principalmente.

Mas vale destacar que na maioria das vezes não é possível fazer upgrade (nem mesmo pagando) e não há possibilidade de reembolso da passagem em (quase) nenhuma circunstância.

Portanto, nada de atrasos ou no shows.

Low-costs são confiáveis?

Assentos não reclináveis da Spirit

Essa é outra pergunta muito comum entre os brasileiros, já que não estão acostumados com empresas cobrando barato por qualquer tipo e voo. A resposta é simples: sim!

As razões para os preços serem mais baratos são muitas, mas a segurança e pontualidade dos voos é acima da média.

Essas empresas usam aeroportos secundários e suas partidas têm horários (muitas vezes) pouco convencionais e o uso de papel é mínimo.

Também não é incomum o funcionário que faz o check-in ser o comissário de bordo.

Na Europa, por conta das distâncias menores, utilizar o serviço dessas empresas pode ser muito interessante do ponto de vista econômico.

Dependendo da época do ano e da antecedência da compra da passagem, é possível ir de Londres para Edimburgo por meras £6!

Letrinhas pequenas

Como já citei, há várias restrições contidas nas tarifas chamadas básicas. É preciso ler com muito cuidado as letrinhas pequenas onde estão detalhadas as características de cada bilhete. Pode ser que o preço não compense.

Veja também em quais aeroportos a empresa atua. O custo do deslocamento pode ser até maior que o do voo.

Outro ponto importante é o acúmulo de milhas. Em alguns voos o acúmulo é normal, mas pode ter milhas reduzidas ou até mesmo não acumular milhas.

Caso queira despachar alguma bagagem, a tarifa média cobrada é de US$ 30.

Fora de alinhamento

Há empresas que não oferecem esse tipo de bilhete básico. Entre elas estão Avianca, Caribbean Airlines, e a Copa estão nessa categoria de dissidentes. Fique atento.

Dicas importantes

• Leve pouca bagagem. Tente ser o mais leve possível;

• Se for preciso levar alguma bagagem para despachar, procure fazer isso na hora da compra da passagem. Normalmente as tarifas são mais baratas.;

• Leve seus próprios salgadinhos ou lanches. Não há restrições;

• Leve seu game/laptop ou smartphone. Não é comum ter nenhum tipo de entretenimento nos voos;

• Faça uma pesquisa de preços e dos aeroportos utilizados antes de fazer a sua reserva.

Algumas características das principais ‘Econômicas Básicas’ (EUA/Canadá/México)

Aeromexico (Basic)

Permite uma bagagem de mão e um item pessoal (laptop), desde que os dois itens (combinados) não ultrapassem os 10 kg. Oferece refrigerantes e snacks. Milhas são creditadas em quantidade reduzida.

Air Canada (Economy Basic)

Permite uma bagagem de mão e um item pessoal (laptop). Oferece refrigerantes e snacks.

Não indica limite de peso, mas é bom checar. Não acumula milhas.

American Airlines (Basic Economy)

Permite uma bagagem de mão e um item pessoal (laptop). Oferece refrigerantes e snacks.

Não indica limite de peso, mas é bom checar. São creditadas apenas 50% das milhas.


Delta (Basic Economy)

Permite uma bagagem de mão e um item pessoal (laptop) e a escolha de acentos na hora do check-in. Oferece refrigerantes e snacks.

Não indica limite de peso da bagagem de mão e item pessoal, mas é bom checar. Milhas são creditadas normalmente como nas tarifas cheias.

United Airlines (Basic Economy)

Não permite bagagem de mão. Apenas um item pessoal que não ultrapasse as medidas 22cm x 25,4cm x 43cm. Oferece refrigerantes e snacks. Algumas milhas são creditadas.

Allegiant (Economy)

Não permite bagagem de mão. Apenas um item pessoal que não ultrapasse as medidas 17cm x 38cm x 40cm.

Cobra por todas as bebidas e salgadinhos. Milhas são creditadas normalmente como nas tarifas cheias.

Air Transat (Eco promo ou Eco)

Permite uma bagagem de mão e um item pessoal (laptop). Não indica limite de peso da bagagem de mão e item pessoal, mas é bom checar.

Oferece refrigerantes e snacks. Milhas são creditadas normalmente como nas tarifas cheias.

Frontier (Standard Fare)

Permite um item pessoal desde que não ultrapasse as medidas 20cm x 35cm x 45,7cm.

Cobra por todas as bebidas e salgadinhos. Milhas são creditadas normalmente como nas tarifas cheias.

Interjet (Light)

Permite uma bagagem de mão e um item pessoal (laptop), desde que os dois itens (combinados) não ultrapassem os 10 kg. Oferece refrigerantes e snacks. Milhas são creditadas em quantidade reduzida.

Europa

As principais empresas low-cost da Europa são:

Ryanair, Eurowings e EasyJet. Já usei os serviços das três e não me arrependi.

Outras dicas de viagem

Dicas de Viagem Parte I – Programação

Dicas de Viagem Parte II – Orçamento

Dicas de Viagem Parte III – Transportes

Dicas de Viagem IV(a): Cuidados para não ser barrado em um país estrangeiro (vistos)

Dicas de Viagem IV(b): Cuidados para não ser barrado em um país estrangeiro (seguro de viagem)

Dicas de Viagem IV(c): Minivisto para a Europa

Dicas de Viagem V: Tipos de tomadas pelo mundo

Dicas de Viagem VI: Não se aperte com comida

Dicas de Viagem VII:  Vinho quente nos jardins de Paris

Dica de Viagem VIII: comer e beber bem em Veneza

Leia outros posts sobre viagens

Anúncios