Maioria dos brasileiros utiliza aplicativos de mobilidade

Levantamento faz parte do Mapa da Qualidade de Vida 2018 – Viva Real, que ouviu moradores de 12 capitais

O trânsito das grandes e médias cidades do Brasil é um dos grandes problemas da população. Os péssimos serviços de transporte público fazem com que muitos brasileiros ainda prefiram o carro ou, na melhor das hipóteses, aplicativos de transporte, como Uber, Cabify, 99 e outros.

Infelizmente, sem metrô ou trens confiáveis e com uma malha decente, somos obrigados a engolir soluções pobres como BRTs, que poderiam funcionar, caso fossem feitas de maneira menos mal planejadas e executadas, o que parece impossível no Brasil.

Nos últimos anos, o uso de aplicativos de mobilidade cresceu no país. Pesquisa realizada pelo Viva Real (empresa do Grupo ZAP), mostra que 52% dos brasileiros utilizam algum deles para o seu deslocamento.

Carro na frente

O Mapa da Qualidade de Vida 2018 ouviu moradores de 12 capitais e mostra que o carro ainda é o principal meio de transporte utilizado nessas cidades, com 63% de participação, na sequência estão os aplicativos, seguido por ônibus (48%), caminhada (44%), metrô (35%), táxi (17%), trem (10%), bicicleta (9%), motocicleta (5%) e caminhão (0,2%).

Deslocamento para o trabalho

Quando perguntados sobre como vão e voltam do trabalho, os entrevistados confirmaram a hegemonia dos automóveis (59%), seguido de ônibus (48%), aplicativos de mobilidade (47%) e metrô (33%).

A tendência é uma troca dos automóveis próprios pelo uso de aplicativos. O que, apesar de diminuir o custo para os usuários, está longe de ser uma boa solução em termos de mobilidade.

Será que algum dia teremos pessoas de bem pensando no deslocamento da população?

A pesquisa foi realizada com 3.990 respondentes das seguintes capitais: Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória.

Anúncios