Samba, Bossa Nova e MPB

28/09/2008 0 Por Fernando de Oliveira

Falar bem de bossa nova não será muito comum neste espaço. O mesmo para samba, mas sempre haverá exceções. O Samba-pop-de-booutique de Maria Rita (corpão para ser conferido nas fotos abaixo) e o show Samba Meu contrastaram com as melodias e clássicos da MPB apresentados por Joyce e Zé Renato na noite anterior (sexta, 26/9), no show Encontro das Águas.

Duas belas vozes, uma proposta simples (apresentar canções imortalizadas por duos) e três belas surpresas – músicas inéditas que devem compor um futuro CD/DVD. Uma delas extremamente triste (“de cortar os pulsos”, segundo Joyce), mas que é a grande prova de que quando dois grandes talentos acertam, acertam mesmo.

O J Club, no segundo andar da elegantíssima Casa de Cultura Julieta Serpa (desde já um dos meus locais preferidos no Rio), se mostrou perfeito para shows de pequeno porte (apenas dos dois e seus violões), além de ter preços surpreendentemente honestos, se comparados com a da maioria das casas de shows e bares da Lapa, por exemplo.

Joyce e Zé estão lançando projetos novos  – um CD sobre Jovem Guarda () e um DVD comemorando 40 anos de carreira (Joyce) – e não há mais shows da dupla programados. Quando souberem de algum, (fiquem de olho no Diversão é a Solução) não percam!

Sobre Maria Rita? A filha de Elis tem mesmo razões para ser chamada de Vaca Premiada por alguns do meio musical. Curta as fotos abaixo e leia a crítica do show, aqui.

Na próxima semana mais shows (Dave Matthews) e muito teatro.

Quem quiser ver o corpo da filha da Elis com mais detalhes pode clicar nas belas fotos da Ag. News e conferir tudinho.